top-landpage

coquetel 01

Scarface

Nível Alcoólico

Um dos mais icônicos mafiosos da época, Al Capone era contrabandista de bebidas alcóolicas e como outros grandes “Mobs”, realizava reuniões para tramar seus crimes em bares Speakeasy. Frequentador assíduo do bar Green Mill, o Scarface tinha sua própria mesa com vista privilegiada para a banda de jazz, enquanto apreciava de uma boa bebida. Assim que sentava-se, ninguém poderia entrar ou sair do bar.

Gin London Dry
Aperol
Cordial de Limão Siciliano
Chartreuse
Espuma de gengibre com noz
moscada ralada

$34

coquetel 02

Please Speak Easy

Nível Alcoólico

Os bares “Speakeasy” nasceram na época da Lei Seca e da proibição do álcool nos Estados Unidos em 1920. Bartenders eram considerados criminosos e bares clandestinos foram surgindo atrás de padarias e restaurantes para burlar a fiscalização da polícia. Entradas secretas ou senhas eram utilizadas para conseguir aproveitar um drink, e a única regra do local era: “falar baixo”.

Gin London Dry
Marmelada artesanal
Licor de Pêssego
Suco de Limão
Figo com marmelada

$34

coquetel 03

Hole In The Wall

Nível Alcoólico

Uma das cenas do clássico filme noir de Scorsese, Casino, foi encenada por um gangster da vida real. Integrante da gangue Hole In The Wall, Frank Culotta teria dito a Scorsese que a cena que envolvia o assassinato não teria acontecido do jeito que foi filmada, logo que ele mesmo teria cometido o crime. Ao invés de um ator, Frank assumiu a cena para o clássico seguir fielmente a história.

Gin
Xarope de Banana Verde
Licor 43
Suco de Limão Siciliano
Chips de Banana

$28

coquetel 04

Brazilian Mob

Nível Alcoólico

Cria autêntica dos subúrbios cariocas, o pai do jogo do bicho no Brasil e fomentador do carnaval e futebol, Castor de Andrade foi considerado o primeiro mafioso brasileiro. Confira o drink de Cachaça inspirado no gangster.

Cachaça Porto do Vianna Ouro Infusionada com Canela
Stock Curaçau
Xarope de Avelã
Suco de Limão
Hortelã

$28

coquetel 05

French 44

Nível Alcoólico

O drink French 75, popularizado pelo The Stork Club, bar speakeasy que fechava negócios com os contrabandistas Frank Costello, Charles Lucky e Al Capone, se tornou um clássico da alta coquetelaria. Conheça nossa releitura, o French 44!

Gin London Dry
Limão Siciliano
Xarope de Açúcar
Ginger Ale
Twist de Limão Siciliano

$34

coquetel 06

The big Bankroll

Nível Alcoólico

O chefão da máfia judaica Arnold Rothstein, conhecido como Big Bankroll, foi o primeiro a introduzir a ideia de trazer carregamentos alcoólicos em navios da Europa, além de ter contribuído para o glamour da cena mafiosa. Sapatos bicolores, chapéus fedora, cartolas, fraques e roupões de seda faziam parte do seu guarda-roupa.

Jameson Irish Whiskey
Caramelo Salgado
Bitter de Chocolate
Fatia de Bacon Assado Caramelizado

$34

coquetel 07

Bonnie & Clyde

Nível Alcoólico

O casal fora da lei marcou a onda de assaltos a bancos, entre 1920 e 1930. Bonnie, a chefe da dupla, era uma grande apreciadora de Bourbon Whiskey e cigarros, costumando jogar garrafas da bebida pela janela do carro enquanto Clyde fugia da polícia. Sempre em alerta, Clyde se esquivava do álcool para estar preparado em caso de fuga.
O drink leva Shrub, uma bebida não alcoólica preparada à base de frutas. Popular durante a lei seca, uma opção de substituição ao álcool, pelo simples fato de dar uma leve ardência ao ser ingerido.

Bourbon Whiskey Jim Beam Black
Shrub de Morango
Xarope de Agave
Água Tônica

$34

coquetel 08

The Boss

Nível Alcoólico

Judeus, italianos e Irlandeses se juntaram na criação de Frank Costello, The Big Seven Group, para contrabandear barris de rum durante a proibição. Dentro das famílias que participavam, Charles Lucky Luciano, Dutch Shultz e Al Capone estavam ligados ao grupo.

Rum
Aperitivo Amaro Lucano
Vermute Rosso
Twist de Laranja Bahia

$38

coquetel 09

Cosa Nostra

Nível Alcoólico

Fãs de bebidas caras como o Gin Tanqueray e de planejar crimes em bares, a máfia italiana Cosa Nostra dominou o território americano na época da proibição “um drink por vez”. Sempre conseguiam cocktails de graça, ao mesmo tempo que gostavam de ostentar boas gorjetas, o que garantia ainda mais free drinks.

Gin Tanqueray Ten
Cynar
Vermute Seco
Angostura Orange Bitters
Casca de Laranja Bahia

$38

coquetel 10

Twelve Miles Out

Nível Alcoólico

O consumo de álcool legalizado durante a lei seca era somente possível quando ultrapassado doze milhas (aproximadamente 19km) da costa do território norte-americano. Assim, originou-se a ideia de dar um passeio de barco bebendo alguns drinks, os famosos “Booze Cruises”.

Whisky Johnnie Walker Black Label
Xarope de Framboesa
Limão Siciliano
Angostura Orange Bitters
Casca de Grapefruit

$38

coquetel 11

Save The Nation

Nível Alcoólico

Carrie Nation, integrante do Movimento Temperança, um grupo formado por mulheres que apoiavam a proibição do álcool, acreditava ter uma missão especial. Investida de autoridade divina e um machado, saía pelas cidades destruindo bares e todo líquido que via engarrafado.

Gin Tanqueray London Dry
Vermute Seco
Limoncello
Angostura Orange Bitters
Angostura Aromatic Bitters
Casca de Limão Siciliano

$38

coquetel 12

Wise Guy at Triple O’s

Nível Alcoólico

O bar Triple O’s costumava receber mafiosos para noitadas regadas a muita bebida. Em uma noite específica, uma briga que começou a ficar fora do controle foi apaziguada por um dos capangas do mafioso Bulger, Kevin Weeks, que serviu shots de tequila batizados com remédio, colocando todo mundo para dormir. Um dos apelidos dados para mafiosos é “Wiseguy” e com certeza, Weeks foi um garoto esperto aquela noite.

Tequila Silver
Espumante Rosé
Xarope de Chai
Suco de Limão

$38

coquetel 13

The Rum-Runner

Nível Alcoólico

Nenhuma bebida foi tão ligada ao crime e contrabando como o rum. Mafiosos foram apelidados de Rum-Runners durante a época da proibição, até mesmo os que importavam whisky do outro lado do mundo. Cuba era sua rota preferida, também por exportarem outros materiais ilícitos da época, como melaço e cana de açúcar.

Rum
Vermute
Brandy de Jerez
Groselha

$34

coquetel 14

Frank Sinatra’s Bootleggers

Nível Alcoólico

Frank Sinatra, além de ser um célebre cantor, era conhecido por ter amizades duvidosas. Amigo de Bugsy e entre outros mobsters e bootleggers, adorava tomar um drink fora das gravações. Seu whisky preferido era o Cutty Sark, também popular entre a máfia.

Whisky Cutty Sark
Bitter de Laranja
Xarope de Açúcar
Defumado com Amburana
Folhas de Dill

$38